• 0 Bloquear este fornecedor com todos os itens - R$0.00
    • Nenhum produto no carrinho.

durkheim edipro

A educação moral

R$57.00

Este curso sobre a Educação Moral – um dos trabalhos mais importantes produzidos por Émile Durkheim – é o primeiro sobre a Ciência da Educação que o sociólogo francês ministrou na Sorbonne, em 1902-1903, e está dividido em duas partes: a primeira, denominada “Os elementos da moralidade”, é dedicada integralmente ao tema da moral e tem um caráter eminentemente teórico, à medida que nela o autor discute os elementos constitutivos da moralidade, tanto os elementos pétreos – o espírito de disciplina e a adesão aos grupos sociais – quanto o elemento da moralidade típica das sociedades modernas – por ele denominado de autonomia da vontade; a segunda parte do curso, intitulada “Como constituir na criança os elementos da moralidade”, tem um caráter prático, e, embora retome os dois elementos pétreos da moralidade – conforme sugerem as duas seções nas quais está dividida: “O espírito da disciplina” e “O vínculo com os grupos sociais” –, nela o autor deixa transparecer seu comprometimento com a formação do cidadão republicano.

Lições de Sociologia

R$51.90

Física dos Costumes e do Direito
Esta obra póstuma, publicada pela primeira vez em 1950, foi elaborada a partir da reunião de diversos manuscritos inéditos de cursos de sociologia – apresentados sob a forma de conferências – ministrados por Émile Durkheim entre 1890 e 1900 na Universidade de Bordeaux, e repetidos na Sorbonne em 1904 e 1912.

O socialismo

R$45.90

Definição e origens a doutrina Saint-Simoniana
Em 1887, Durkheim foi indicado para ministrar aulas de Pedagogia e Ciência Social na Faculdade de Letras de Bordeaux, na França.

O suicídio

R$79.00

Estudo de Sociologia
Considerado uma das obras-mestras da Sociologia, este clássico estudo de Durkheim apresenta o suicídio como um fenômeno cujas origens encontram-se fundamentadas na própria sociedade.

Sociologia e Filosofia

R$33.90

Este livro reúne alguns estudos de Durkheim que abordam o seu pensamento acerca de problemas gerais dos quais habitualmente se ocupam os filósofos – como as relações entre a matéria e o espírito, a consciência e a natureza, a razão e a sensibilidade – e não a respeito de uma questão sociológica em particular.